15 – Visão grupal de unidade

«A unidade como expressão de amor».

No infinito, todas as formas de vida compartem e contribuem a Unidade. O plano de Deus, em todo o Universo e na Terra também, esta baseado na busca do bem comum. No efêmero, no superficial, todas as formas de vida possível devem someter-se aos interesses egoístas, dos mais ignorantes, dos mais agressivos, dos mais depredadores. O plano desses grupos escuros, esta baseado no bem particular, na satisfação de seus interesses egoístas e ambições sem limites.

Em quanto o homem permanece na sua etapa inferior de evolução,adquirindo todo o que ele pode, chegando muitas vezes a provocar a morte de seus irmãos e de outras formas de vida – flora, fauna e recursos naturais–, inclusive devastar o planeta, na sua louca correria para adquirir mais do que necessita e que corresponde pela sua existência, por mais que ninguém ignora que vai ter que partir de esta existência planetária, da mesma maneira que chegou, SEM NADA, jamais alcançara o infinito, que existe dentro do seu próprio coração, e que te dera a sabedoria, o amor e a verdade para ser eficaz cada passo no período em quepasse por este plano de vida e convertir-lo em um ser humano feliz.

Resumindo o que William Shakespeare diz, o tamanho de um ser humano varia conforme o grau de compromisso que tem. Uma pessoa é grande quando fala do que leu e viveu, quando trato com carinho e respeito a tudo que cruza o seu caminho, quando olha no olho e sorri inocentemente, quando se interessa por toda forma de vida humana, animal, vegetal, mineral ou material, quando procura alternativas para o crescimento próprio e de todos os seres vivos, quando perdoa, quando compreende, quando se põem no lugar do outro – altruísmo –, quando obra segundo o que essa pessoa espera de si mesma, não de acordo a que os demais esperam dela.

Uma pessoa é pequena quando só pensa nela mesma, quando se comporta de maneira soberbia, quando não atua amistosamente, com amor, carinho, respeito, quando se deixa levar pelos outros – quando faz as coisas, só porque todo o mundo faz assim, sem reflexionar nem respeitar os próprios valores, ou seja, pensamento em massa. O egoísmo unifica os insignificantes. Não é a altura, nem o peso, nem os músculos, nem o dinheiro o que engrandece uma pessoa, si não sua sensibilidade e sua capacidade de amar, seus valores e sobre tudo SUAS Ações. «Pelos seus frutos vão a conhecer a arvore, porque o que fazemos fala tão forte que não deixa que escutem o que dizemos.»






Slider by webdesign